sexta-feira, 30 de abril de 2010

Simpósio Internacional: “Por uma Agência Brasileira da Cannabis Medicinal?”

Nos dias 17 e 18 de maio acontecerá na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), um evento revolucionário para a ciência médica brasileira:
O Simpósio Internacional: “Por uma Agência Brasileira da Cannabis  Medicinal?” cientistas do Brasil e do exterior, sociedades científicas e Agências Governamentais. O propósito do evento será discutir a possibilidade de ser criada a Agência Brasileira da Cannabis contará com a presença de renomados Medicinal, que permitiria e controlaria o uso da maconha e seus derivados para fins terapêuticos.É um grande passo para um enorme país como o Brasil, no qual a política proibicionista em relação as drogas permanece forte e com chances de piorar cada vez mais. 

O evento vem como uma luz no fim do túnel para ois movimentos antiproibicionitas  que, apesar do tremendo esforço, sofrem represálias policiais e políticas quando tem a tentativa de trazer o debate das questões das drogas as ruas.

Promovido pelo  entro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID), o evento contará com  a participação de pesquisadores importantes trazendo argumentos científicos sobre os potenciais terapêuticos da Cannabis bem como a proposta de criação de uma Agência brasileira de Cannabis medicinal, permitindo seu uso clinico e experimental. A frente do evento está o grande pesquisador brasileiro, o Professor Dr. Elisaldo Luiz de Araújo Carlini, diretor do CEBRID e pioneiro no estudo da Cannabis no Brasil. As inscrições e programação estão disponíveis no site do Simpósio.

No mesmo mês acontece o evento mundial pró legalização da Cannabis: a Marcha da maconha. A marcha acontece em diversas cidades do mundo inteiro desde 1994 e tem como propósito trazer para a sociedade a discussão da temática das drogas bem como propor a legalização da maconha, a droga ilícita mais consumida mundialmente.

NOTA:

O NEUROtícias apóia a marcha da maconha e entende que a importância do evento não se dá apenas na esfera social, mas também científica, uma vez que a discussão social reflete diretamente na opinião publica facilitando a aceitação de pesquisas como  as da Cannabis terapêutica.

PARA SABER MAIS:








Um comentário:

Letícia disse...

Olá amigos, deixo aqui a minha dica:
A Rede de Popularização da Ciência e da Tecnologia da América Latina e do Caribe (Red-POP) recebe até 15 de novembro, propostas de trabalho para a 12ª Reunião Bienal (http://www.mc.unicamp.br/redpop2011/) que acontece no Brasil, organizada pelo Museu Exploratório de Ciências (MC), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), de 29 de maio a 2 de junho de 2011.
Com o tema “A profissionalização do trabalho de divulgação científica”, o encontro aceitará tanto trabalhos de pesquisa, de caráter acadêmico, quanto de profissionais da área, interessados em relatar suas experiências. Cinco eixos temáticos vão nortear a 12ª Reunião: Educação não-formal em ciências; Jornalismo científico; Programas e materiais para museus de ciências: materiais e práticas concretas; Museografia e museologia científica; Público, impacto e avaliação dos programas.